Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Lanterna Mágica

o cinema começa com a lanterna mágica.

A Lanterna Mágica

o cinema começa com a lanterna mágica.

E o Óscar vai (devia de ir) para...

Sou suspeito, todos somos. O cinema é a arte da subjectividade, da forma como uma história tem reflexo (ou não) na pessoa que somos. E por isso nada é garantido, tudo é sentido. Especialmente nos filmes que é suposto fazerem alguma diferença. É seguindo esta máxima que escolho aqui os que vejo com mais potencial de ganharem o Óscar e aqueles pelos quais vou estar a torcer para que vençam.

 

thr_lalaland_oscar_final.tif-h_2016.jpg

 

 

Melhor Filme
Vai ganhar: La La Land - É um musical com bons momentos mas vale mais como filme em geral do que apenas como musical. É uma história bem mais simples, centrada em menos personagens e ao mesmo tempo mais densa do que muitos musicais recentes. Num ano onde não há um vencedor óbvio no género mais típico a vencer o melhor filme, o drama, La La Land é diferente e peculiar e tem (quase) tudo para ganhar mas dizem que Moonlight está à espreita (pessoalmente achei que tinha partes incríveis mas desiludiu-me um pouco a nível de história a certa altura - queria mais enredo/narrativa - e como um todo achei menos brilhante por isso).

 

Devia ganharManchester by the Sea - Senti uma espécie de murro no estômago ao ver o filme e acho que é de uma intensidade dramática incrível, com uma história muito simples. Acho normal e aceitável que não vença e sentir-me-ei satisfeito com o Óscar de melhor realizador para Kenneth Lonergan. Tenho um carinho especial por Lion e mesmo admitindo que não é filme que encha as medidas da Academia, encheu-me as medidas a mim de uma forma a certa altura avassaladora. Também sinto 'love' por Vedações e Hacksaw Ridge (neste último mais porque é incrível ver Mel Gibson a continuar a reinventar-se com novas e intensas histórias bem contadas). Não percebo como Elementos Secretos está nomeado. 

 

Melhor Realizador
Vai ganhar: Damien Chazelle, por La La Land - Não é nada certo que ganhe mas há sinais nesse sentido. Se Moonlight ganhar o melhor filme parece-me certo que Chazelle ganha este, tal como o inverso também é provável embora eu espere que não aconteça.

Devia ganhar: Kenneth Lonergan, por Manchester by the SeaChazelle tem um trabalho incrível em La La Land e Moonlight também tem partes excelentes (embora para mim tenha depois limitações) mas o meu favorito é o trabalho de Lonergan em Manchester by the Sea. Há muito tempo que não via o trabalho de um realizador e editor ser tão determinante na forma brutal como recebemos sentimentos de uma personagem. Os momentos mais dolorosos e incríveis são sem diálogo, num jogo entre música clássica e as personagens/actores a 'sentirem' a dor. Fiquei surpreendido pelo bom trabalho de Denzel Washington em Vedação, não esperava. E Arrival também é especial a nível de realização, sem esquecer de Mel Gibson está como peixe na água no filme de acção do ano, Hacksaw Ridge.

 

Melhor Ator
Vai ganhar e devia ganhar: Casey Affleck, em Manchester by the Sea - Casey Affleck já tinha mostrado ser um actor denso noutra ocasiões mas nunca tanto como agora. Há uma simbiose entre a interpretação dele, a história que se conta e a realização e edição raras e não só é o favorito em geral como é o meu favorito. Menção honrosa para Denzel Washington em Vedações e para Viggo Mortensen em Capitão Fantástico. Andrew Garfield também está no ponto em Hacksaw Ridge (acabo por gostar mais dele aqui do que em Silêncio) e Ryan Gosling, sorrisos matreiros à parte, também me surpreendeu em La La Land mas não o suficiente para ganhar (nem sei se o nomearia). 

 

Melhor Atriz
Vai ganhar e devia ganhar: Emma Stone, em 
La La Land - Estou em falta nesta categoria. Não vi Meryl Streep em Florence Foster Jenkins nem Isabelle Huppert em Elle. Mas pelos trailers, entrevistas e outros textos que li, veria com bons olhos Isabelle Huppert vencer em vez de Emma (um reconhecimento também de carreira). A Emma Stone já teve grandes papéis e segue essa linha em La La Land, suportando em muitos momentos o filme - sorte a de Chazelle e Gosling. Entre o vulnerável e o confiante, ela está lá.


Melhor Ator Secundário
Jeff Bridges, em Hell or High Water
Vai ganhar e devia ganhar: Mahershala Ali, em Moonlight - Que interpretação de um actor que tive o prazer de conhecer e que fez do traficante de droga cubano Juan não só uma personagem densa e convincente (numa interpretação sensível e sem excessos) mas também alguém com quem criamos uma empatia peculiar. Menção honrosa para Dev Patel - finalmente um papel no cinema a mostrar o que ele é capaz - e para Michael Shannon em Animais Nocturnos (está incrível entre o polícia duro mas que esconde bem um 'soft spot').


Melhor Atriz Secundária
Vai ganhar e devia ganhar Viola Davis, em Vedações
 - Até meio do filme parece que tudo está feito para Denzel brilhar mas depois salta Viola para a ribalta com uma intensidade e paixão impressionante. Ela meteu toda a carne no assador na parte final e ela, o filme e nós ganhamos com isso. Já a entrevistei em 2008 a propósito de um filme que a colocou no mapa do cinema, Dúvida (pena não ter ganho mais Óscares nesse ano). Tal como em Dúvida, ela está incrível e à terceira será de vez. Viola é a primeira mulher negra a conseguir a terceira nomeação para os Óscares e tudo começou com a Dúvida. Não vejo ninguém perto do seu nível, nem Naomi Harris em Moonlight, nem Nicole Kidman, nem Octavia Spencer nem Michelle Williams.


Melhor Argumento Original
Vai ganhar e devia ganhar: Manchester By the Sea - O argumento em conjunto com a realização e interpretações são notáveis. La La Land também tem potencial para ganhar mas se Manchester vencer melhor realizador, La La Land melhor filme, até gostava de ver o Mulheres do Século XX recompensado nesta categoria. É um belo filme. Não vi o Hell or High Water.


Melhor Argumento Adaptado
Vai ganhar e devia ganhar: Moonlight - Os diálogos e a intensidade de várias cenas são de grande nível e mesmo que não goste de algumas escolhas da história a certa altura parece-me bem dado. Mas também via com bons olhos distinção para Lion, Hacksaw Ridge ou Arrival.


Melhor Filme Estrangeiro
Vai ganhar e devia ganhar: Toni Erdmann (Alemanha) - É um grande e intenso filme e os outros não vi. É o favorito.

 
Melhor Documentário
Vai ganhar: OJ: Made in America


Melhor Direcção Artística
Vai ganhar: La La Land

Podia bem ganhar: Fantastic Beasts and Where to Find Them

 

Melhor Fotografia
Vai ganhar e devia ganhar: La La Land - A nível visual o musical é brutal. Só para rimar. Arrival também podia ter algo a dizer. 


Melhor Guarda-Roupa
Devia ganhar: Fantastic Beasts and Where to Find Them
Vai ganhar: La La Land

Melhor Montagem
Devia ganhar: Hacksaw Ridge
Vai ganhar: La La Land


Melhor Banda Sonora Original
Vai ganhar e devia ganhar: La La Land

Melhor Canção Original

Vai ganhar e devia ganhar: “City of Stars,” La La Land

 

 

the-jungle-book-2016-image.jpg

 


Melhores Efeitos Visuais
Vai ganhar devia ganhar: O Livro da Selva - Devo admitir que olhando para os filmes do ano, houve um que se destacou não só por me surpreender como por apelar ao meu de pré-adolescente que vibrava com este tipo de filmes de aventura e fantasia, este O Livro da Selva. E os efeitos são verdadeiramente incríveis. Não parecem efeitos, parece real e isso é o melhor elogio que se pode fazer. 

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D